Arquivos para: Novembro 2007

Conheça o Guia Foca Linux, um guia prático e completo

Publicado em 30/11/2007 • Linux, download, revista, apostila1 comentário »

por Marcos Elias

Publicada também no GdH

Atualizado o Guia Foca GNU/Linux

Das palavras do próprio site:

O Foca GNU/Linux é um guia que traz desde explicações básicas sobre computadores e o sistema GNU/Linux até a administração e segurança do sistema. Os assuntos do guia são explicados em linguagem clara e organizados de forma linear e didática, evitando termos técnicos nos níveis iniciais, até que o usuário se habitue com sua utilização de forma gradual. Isto faz o guia indispensável para o usuário GNU/Linux iniciante ou os mais curiosos. Todas as seções do guia Foca GNU/Linux tem exemplos para melhor compreensão do assunto explicado e links dinâmicos que te levam facilmente a assuntos relacionados (na versão HTML).

Para facilitar a leitura do guia, ele foi dividido em três níveis de aprendizado: Iniciante, Intermediário e Avançado.

- A versão Iniciante é ideal para quem NUNCA usou o computador e resolveu adotar o GNU/Linux como seu sistema. A versão iniciante também desenvolvida para aqueles que já ultilizam outros sistemas operacionais (como Windows, OS/2, UNIX) e desejam ou, por simples curiosidade, testar o GNU/Linux. Os assuntos explicados na versão Iniciante vão desde conceitos básicos sobre computadores e sistemas operacionais, o que cada comando faz. A versão Iniciante é independente de distribuição assim você pode usa-la em sistemas Debian, Slackware, RedHat etc.

- A versão Intermediário matém as características da versão iniciante e entra em assuntos de configuração do sistema, compilação, manutenção, configuração básicas de rede, interfaces, disposistivos, segurança etc. É uma versão do guia indicada para aqueles que desejam explorar mais a fundo o sistema GNU/Linux. Foram introduzidos comandos mais complexos e novas opções aos comandos já disponíveis na versão iniciante. A versão intermediário também visa a educação do usuário sobre a escolha e compra de bons periféricos a configuração de dispositivos do sistema (IRQ, DMA e I/O), como evitar conflitos de dispositivos e resolvê-los. Este assunto será útil para qualquer técnico de informática ou usuário (independente se ele é usuário do GNU/Linux ou não) que deseja recomendar ou comprar um bom periférico, sabendo pelo que está pagando.

- A versão Avançado foi escrita dando especial atenção ao foco de segurança, tendo como objetivo evitar acessos indevidos ao conteúdo da máquina, proteção com barreiras de segurança (autenticação, firewall restritivo, proxy, politicas de segurança de contas, etc.), análise de segurança da máquina, solução de vulnerabilidades, monitoramento, criptografia para transmissão segura de dados, politicas de segurança, como limitar recursos do sistema (como uso de memória pelos usuários, métodos de autenticação, limite de tempo de acesso, etc.). O nível Avançado também documenta diversos tipos de serviços de rede (como o Apache, ssh, cvs, etc.), a configuração de seus respectivos clientes. Todos os capítulos documentados com foco objetivo sobre o assunto, com muitos exemplos e mantendo o padrão de organização de conteúdo (como nas tradicionais versões do Foca Linux), links para assuntos relacionados, observações importantes, considerações sobre o que se deve evitar e os riscos, etc. Este nível também traz configurações especiais de rede (como hosts multihomed, bridges).


O Guia Foca é uma ótima referência para quem quer estudar o Linux, e não sabe por onde começar. Além disso, está também disponível uma edição especial para certificação LPI, visto que várias pessoas estudam com o Guia Foca GN U/Linux para prestar a prova.

Mais informações, na página oficial:

www.guiafoca.org

Download do guia:

www.guiafoca.org/download.html

É interessante que o download está quase sempre disponível em três versões: em HTML, texto e PDF. Há também para PALM. Baixe o que melhor lhe couber :)

Revista BrOffice.org Zine n° 4

Publicado em 30/11/2007 • download, revista, OpenOffice, BrOfficePostar comentário »

por Marcos Elias

Enviada também para o GdH

Revista BrOffice.org Zine n° 4

Uma verdadeira onda de revistas digitais explodiu nos últimos anos... Entre tantas coisas interessantes, está a do BrOffice: uma revista voltada a usuários dessa suíte de aplicativos de escritório:



Foi lançada a número 4, depois de dois meses fora do ar devido a falta de colaboração dos membros voluntários. Segundo postagem no site oficial, retornaram renovados, depois de uma mobilização em massa que envolveu entusiastas e colaboradores do BrOffice/OpenOffice em quase todos os estados brasileiros, tanto pelas listas da comunidade, como pela organização dos eventos.

A quarta edição tem como principal conteúdo:

- Entrevista com Marcelo Massao - Inclusão digital com o BrOffice.org;
- Dicas - Inserção de imagens em documentos, Conversão de texto para tabela, Visualização de planilhas, Inserção de marcas d'água;
- Tutorial - PyUNO e as caixas de diálogo, Utilização da função "SE";
- Resumo de Matérias - Tudo o que foi notícia no Brasil e no mundo acerca do BrOffice.org e ODF

A página com a divulgação da revista número 4 está em:

www.broffice.org/zine_4

Se você quiser baixar direto, pode aproveitar também para baixar as versões anteriores (em PDF, cerca de 3 MB cada uma):

Baixar a edição nº 4 (novembro de 2007)
Baixar a edição nº 3 (junho de 2007)
Baixar a edição nº 2 (maio de 2007)
Baixar a edição nº 1 (abril de 2007)

A revista pode ser copiada e redistribuída livremente, em qualquer tipo de mídia, seguindo a licença Creative Commons: desde que seja sem fins comerciais e com compartilhamento sob a mesma licença. É permitido também a criação de obras derivadas, no caso dessa revista.

Tema Human do Ubuntu e Plastic do KDE, para Windows XP

Publicado em 29/11/2007 • Linux, download, Windows XP, temas visuaisPostar comentário »

por Marcos Elias

Dois temas para Windows XP, com cara de Linux :)

Ubuntu, tema Human:




Existem outras cores além dessas. Extraia o conteúdo do arquivo para a pasta C: > Windows > Resources > Themes. Dê um duplo clique no arquivo de extensão ".msstyles", e ele aparecerá na janela das propriedades de vídeo, que será aberta. Há dois arquivos ".msstyles" para o do Ubuntu: um com a flag (bandeira) do Windows, e o outro com o logotipo do Ubuntu.

Link 1: MediaFire

Link 2: 4shared

KDE (tema Plastic):



Gostei desse, apesar do negrito por padrão... Você pode tirar o negrito nas propriedades avançadas, selecionando item por item e desmarcando o item negrito.

Link 1: MediaFire

Link 2: 4shared

Não se esqueça que o uxtheme.dll já deverá estar crackeado. Você pode baixar patchs para o uxtheme no hotsite do Explorando:
www.mephost.com/explorando/downloads.htm.

Netscape 9: uma reencarnação? Não, puro Firefox.

Publicado em 25/11/2007 • download, Mozilla Firefox, Firefox2 comentários »

por Marcos Elias

Netscape 9, que tal? Nem sei quando foi lançado, vi na comu Linux vs Windows no orkut, baixei e achei interessante.



Agora o Netscape é uma personalização do Firefox. Perdeu totalmente a originalidade :(

Em contrapartida, como digo, se for para o bem, que seja muito bem vindo :)

Aparentemente está mais leve que o Firefox original, consumindo menos memória. Uma boa é que aceita os temas e extensões para o Firefox, que podem ser baixados do site da própria Mozilla.

Se quiser, baixe em:

http://browser.netscape.com/

É um Firefox personalizado, literalmente: motor, interface, etc. Está disponível para Windows, Mac e Linux. Não procurei direito, mas parece que só em inglês :(

Pelo menos para quem usa vários navegadores para entrar em vários sites iguais, com autenticações diferentes, vale a pena. Seria como ter dois Firefoxes (tipo pra entrar em duas contas de e-mail, do orkut, etc).

E a pirataria rola solta na Internet... Para refletir.

Publicado em 24/11/2007 • pirataria10 comentários »

por Marcos Elias

"Nenhum link ou arquivo está hospedado no nosso servidor. Apenas indexamos links encontrados na própria Internet.

Qualquer arquivo protegido por algum tipo de lei deve permanecer, no máximo, 24 horas em seu computador.

Eles podem ser baixados apenas para teste, devendo o usuário apagá-lo ou comprá-lo após 24 horas.

A Aquisição desses arquivos pela internet é de única e exclusiva responsabilidade do usuário.

Os donos, ou qualquer outra pessoa que tenha relacionamento com a produção do site não tem responsabilidade alguma sobre os arquivos que o usuário venha a baixar e para que circunstâncias irá utilizá-los."


E a pirataria rola solta pelo mundo dos blogs, unida indiretamente a sites de downloads (carrregamento público de arquivos)...

Fico impressionado com a quantidade de acesso que tais sites têm. Tudo bem, nada pessoal, que tecle a primeira tecla quem nunca usou um programa pirata na vida.

Mas será que ninguém vê esse mundo de páginas com links e mais links para arquivos protegidos por direitos autorais?! CDs inteiros, filmes comerciais, programas com seriais, revistas de putaria escaneadas, etc... Engraçado que muitos desses sites são aprovados por sistemas de patrocínio de sites, que dá a entender, concordam ou não vêem nada demais nesse tipo de conteúdo, "indexação de links para baixar material pirata".

Nada contra, como falei... Apenas para refletir... Até quando vão existir sites assim? Se um camelô desprotegido pelos corruptos é pego, ele é maltratado, pode sofrer violência física e moral e têm seu material apreendido. Mundo afora vê-se brigas e mais brigas contra programas P2P... Mas nada, nada se faz com relação a sites de downloads. Apenas para refletir!

Procure no Google por alguma combinação destas palavras:

download
CD
"Revistas XXX"
pirata
completo
filmes jogos download
CD <Nome do Artista> download


E verá quantos, mas quantos blogs você não encontra...

"Nenhum link ou arquivo está hospedado no nosso servidor. Apenas indexamos links encontrados na própria Internet.

Qualquer arquivo protegido por algum tipo de lei deve permanecer, no máximo, 24 horas em seu computador.

Eles podem ser baixados apenas para teste, devendo o usuário apagá-lo ou comprá-lo após 24 horas.

A Aquisição desses arquivos pela internet é de única e exclusiva responsabilidade do usuário.

Os donos, ou qualquer outra pessoa que tenha relacionamento com a produção do site não tem responsabilidade alguma sobre os arquivos que o usuário venha a baixar e para que circunstâncias irá utilizá-los."


Realmente, eles não têm responsabilidade... Será?!

# adicionado em 2007-11-24 #

Agora vejamos por um outro lado... Não é tão mal assim como pode parecer à primeira vista. Pode ser entendido como "natural".

A "pirataria gratuita" ou "pirataria entre amigos" sempre existiu e sempre existirá... (usei o termo "pirataria" genericamente, sei que não seria o certo agora).

O compartilhamento de informações, de coisas, de idéias, de arquivos, a idéia de ajudar um ao outro... Um cara empresta ou copia um CD para um amigo por consideração à amizade, para ver o amigo feliz, porque são amigos, porque têm gostos em comum. Isso não vai mudar. Com as facilidades da Internet, porque não compartilhar com o próximo, que você nem conhece, ficando feliz por compartilhar e sabendo que pessoas ficarão felizes ouvindo tal música ou por poder rodar tal programa ou ver tal filme ou seja lá o que for... Eis o espírito da liberdade de softwares para troca de arquivos via redes P2P, onde não há controle: os usuários ajudam uns aos outros com conteúdo que gostam em comum.

Não há lei nem homens que conseguirão acabar com a solidariedade humana. E parte dessa solidariedade gera um tipo de "pirataria", a "pirataria informal", sem fins lucrativos sobre os "produtos" divulgados de forma "indevida". "Indevida" na visão do produtor do conteúdo. "Natural" na visão entre pessoas.

Se você compra um CD, e um amigo ou sua namorada pede emprestado, o que você diz? "Não, vá comprar na loja como eu fiz". Difícil, neah?! Provavelmente você empresta, ou copia e dá uma cópia para a pessoa. Se não for um amigo tão próximo, apenas pede para comprar (ou pagar per) a mídia. Não é diferente dos programas P2P. Não é diferente dos blogs "indexadores de conteúdo de propriedade intelectual de terceiros", categoria de sites comentada anteriormente. E não é por isso que "é errado", nem que "seja certo". Afinal, ao copiar um CD para um amigo ou namorada(o), o cantor, o artista, a banda, a gravadora... Deixaram de receber da mesma forma.

Isso vem desde o tempo das fitas cassete, os mais velhos devem lembrar que copiavam fitas entre amigos, na casa daquele colega que tinha o "duplo deck", e algumas vezes passavam de vinil para fitas cassete... (não, eu não sou velho, não conheci de perto essa época tá?! rs). CDs e a Internet estão aí, as pessoas "solidárias" vão usar. Não tem jeito!

Pense nisso.

O objetivo desse texto não é criticar nem apoiar um nem outro lado... Apenas refletir.